As redes sociais amanheceram pegando fogo com o surgimento de um novo “Ecce Homo” (aquela famosa pintura que perpetrou Cecilia Gimenez Borja) e despertou paixões conflitantes.

As mãos de alguns fãs tentaram restaurar uma escultura do século XVI, mas com um resultado lamentável. Isso aconteceu mais uma vez, mas, neste caso se trata do São Jorge de Estella, que está localizado na igreja de São Miguel, numa pequena cidade em Navarra.

Tentando trazer esta obra histórica de volta à vida, eles conseguiram torná-la quase irreconhecível.

O que antes parecia uma majestosa escultura galopante, carregada de força e passado, agora é visto como um simples objeto com o qual uma criança pequena gostaria de brincar.

Nas imagens, você pode ver o antes e depois de uma “restauração” mal sucedida. Neste sentido, 500 anos se passaram desde a sua fabricação, mas não há vestígios da sua imagem medieval.

Foi feita para representar São Jorge lutando contra os dragões, mostrando sua bela armadura e expressão corajosa.

Seus poderosos escudos na forma de malhas que protegiam o corpo dos lutadores que atingiam a cabeça e o pescoço, ficaram parecendo mais com uma roupa.

Isso, porque a igreja que a abrigava não estava de acordo com os protocolos de restauração e contratou uma escola de artes e ofícios chamada Karmacolor Estella.

Agora, eles o classificam como o novo Ecce Homo de Navarra.

Sua imagem, agora se tornou um meme pelas redes sociais, causando todos os tipos de reações.

É assim que, ficou o Santo Jorge da igreja de São Miguel de Estella, veja o antes e depois da sua restauração:

videoPlayerId=59d70ad2e

Ad will display in 09 seconds

Share
Categorías: Portuguese


Video Destacados

Video Destacados

Ad will display in 09 seconds

Mira compilación de estos perritos haciendo reír a sus dueños a carcajadas

DESTACADAS Ver más